Total de visualizações de página

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Cansaço

Cansaço


Os dias passam e com eles vão-se as esperanças. O que ontem tinha brilho e cor vai perdendo o encanto e as alegrias se transformando em tristezas, os sonhos em pesadelos e assim, uma história que poderia ser tão bonita, vai se transformando num livro arcaico, empoeirado, no qual algumas páginas foram destruídas por essa mesma força, que vem lutando contra nós.
Estou cansada. Já não tenho idade para sonhos, nem acredito mais em milagres. Não quero mais viver apenas o hoje, porque amanhã, não ficarão as doces lembranças do que poderia ser tão bonito e tão meu, mas a dor da solidão e da tristeza do que não foi adiante e de fato, nunca aconteceu.
Não quero mais essa história ao acaso, quando der, ou vier. Nem quero mais esse amor escondido entre quatro paredes. Em verdade estou sempre só. Dizer que tenho alguém é piada, porque literalmente, não tenho e quando mais preciso, não pode, é proibido.
De que valem essa saudade, esse tesão se tenho que sufocá-los dentro de mim, quando os diversos motivos nos colocam na contra-mão? Estamos seguindo em vias paralelas e os desencontros vão abrindo brechas e deixando sequelas.
Tenho ficado tão só, que em minha cabeça sobram perguntas: o que em verdade eu sou, dentro dessa relação e o que fiz da minha vida? Joguei tudo pra o alto e o que hoje tenho nas mãos?... Fui precipitada? Acreditei nas histórias fantasiosas, cedo demais? Faltam respostas... Mas não culpo ninguém, só a mim mesma, faz parte... parar pra pensar? Agora talvez seja tarde. 

Nenhum comentário: