Total de visualizações de página

domingo, 20 de maio de 2007



O amor e a mentira


O pior erro que se pode cometer num relacionamento é a mentira. Ela pode enganar por um tempo, mas o próprio tempo se encarrega de fazer com que ela venha a tona.


Cego é aquele que não enxerga o quanto se magoa, quando ela é proferida. Quando não percebemos a capacidade do outro de entender.


No amor não cabem mentiras, porque quem ama verdadeiramente perdoa, esquece, não olha os defeitos, (apesar de saber que todos têm), ajuda, ampara, comunga, se entrega, entrelaça, se doa...


Quanto maior a mentira, maior é o espaço entre as pessoas envolvidas. A verdade pode até ser dura, difícil, complicada, mas ela serve de sustentáculo, para se manter a confiança e consequentemente a sadia convivência.


Melhor uma verdade escancarada, mesmo que doa, que uma leve mentira eternizada. A mentira, com o tempo acaba virando uma bola de neve; sempre precisará de uma maior para sustentá-la. Ela nos torna reféns e daí surge o medo de que venha a ser descoberta.

Nenhum comentário: